Vídeos

Loading...

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O católico e o Facebook





Estive lendo algumas reflexões e considerando outras a respeito dos meios de comunicação modernos e atuais. Eu realmente me espanto como os cristãos (católicos) mudam de acordo com o local ou com quem estão. E o ponto principal é o Facebook!

Lá simplesmente todos – quase - se esquecem que são cristãos! Eu fico em choque com pessoas que colocam palavras de baixo calão no Facebook, postam fotos seminus e falam todas as bobagens que conseguem. São cristãos postando imagens de cerveja, de baladas e até de homens ou mulheres nus. São pessoas que não sabem para que serve o Face e qual é a sua finalidade.

Uma grande maioria dos católicos não sabe se utilizar dessa tecnologia para o bem da humanidade, da comunidade, da cidade, da Igreja paroquial, do bairro e o crescimento moral, ético, religioso, político, social e etc. Muitos se utilizam do Face para mostrar seus troféus: filhos, namorada, baladas, prazeres e outros apetrechos sem valor algum para o crescimento humano e cristão. Na maioria delas é, simplesmente, degradante e vergonhoso ver um católico com aquela postura individualista e anticristã.

O Face deve ser um espaço de crescimento e não de vanglória de seus dotes de conquista e de inutilidades envaidecidas pela insignificância que representa. Certos católicos se utilizam do Face para se envaidecer de suas façanhas que acabam destoando com sua vida como cristão. Lamentavelmente isso é muito comum.

O Face deve ser um espaço de evangelização e de crescimento humano e cristão. Digo isso devido à força de nossa fé. Que os pagãos façam isso não há problema algum, mas nós devemos ter outro comportamento. Aproveitar da Mídia para evangelizar e evangelizar com a grossura do Evangelho e não como fazem alguns grupos e movimentos que são – também – vergonhosos.

Um evangelho adocicado e cheio de chantagem também não deve fazer parte da proposta do Face. Certos movimentos não se envergonham em apresentar uma igreja que é atrasada e um Cristo abobalhado e encantado com que se consideram detentores dos poderes religiosos.

Eu penso se os Pastores destas pessoas realmente não estão sendo capazes de pastoreá-las e de evangelizar os Mídias. Isto quando pensamos em termos ecumênicos, se podemos assim pensar! Há por detrás de tudo isso uma grande crise de fé e uma banalização da religião onde qualquer um pode fundar a sua igreja e dizer que a mesma é de Cristo.

Não se tem mais ênfase na Teologia; agora para ser Pastor basta ter “unção”! Nem um teste psicológico é preciso para se tornar Pastor em uma Igreja Pentecostal. Esse é um retrato do que vemos postado nos Faces da grande maioria. Se não corrermos mais depressa iremos morrer sufocados por um evangelho mal pregado e sem mérito de mudança e proposta de vida.

E eu não estou tapando o sol para os tradicionais ou modernos não! As Igrejas tradicionais, não fazem nada pela Santidade na Igreja; apenas defendem os seus interesses e, equivocados, se rendem ao atraso cultural de um tempo que não mais existe.
 
Os dois pontos que me incomodam: o que se posta, curte e compartilha no Face e os pastores que nada ou quase fazem para orientar seu rebanho para uma nova proposta de evangelização através da Mídia.

Os cristãos têm de ser a luz do mundo e não a escoria da sociedade.

Pensemos nisso, especialmente, você que se utiliza do Facebook. O que você posta em seu Face? Ele evangeliza? As pessoas são edificadas com seu post? Ele contribui para o crescimento daqueles que o curtem? O que você compartilha faz sentido?

Feliz Ano Novo com uma nova mudança do seu perfil!

Autor: Pe. Jerônimo Gasques

Paróquia São José - Presidente Prudente / SP
www.saojosepp.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe você também. Deixe aqui seu recado.