Vídeos

Loading...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Calendário Dízimo 2010


O Calendário Dízimo 2010 da Editora A Partilha é Sucesso absoluto em vendas.
Faça já seu pedido! Acesse: www.editoraapartilha.com.br
Ligue grátis: 0800 940 22 55

sábado, 26 de setembro de 2009

Faça parte deste sucesso!


iDizimo.com – Sistema OnLine de Controle de Dízimo “A Serviço da Pastoral do Dízimo”

Um dos mais conceituados sistemas para o controle do dízimo está ao seu alcance: iDizimo.com.

Qualidade, tecnologia avançada e uma estrutura completa de suporte a pastoral do dízimo.

O conceito de Sistema OnLine foi desenvolvido para propiciar, tanto a paróquia como a pastoral do dízimo, maior acessibilidade, agilidade e segurança.

Sistema completo com lançamentos, relatórios, gráficos estatísticos, envio de emails e muito mais.

O iDizimo.com é de fácil utilização e de baixo investimento mensal.

Faça já sua assinatura: www.idizimo.com

Márcio Rubio da Rocha
Diretor Executivo - iDizimo.com
Tel. (18)3222-6348
Presidente Prudente - SP

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

iDizimo.com - Faça parte desta família

iDizimo.com - A Serviço da Pastoral do Dízimo. Saiba mais: www.idizimo.com
Recomendado por:
- Pe. Jerônimo Gasques (www.saojosepp.org.br)
- Editora A Partilha (www.editoraapartilha.com.br)

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Programa para Dízimo


Um programa para o dízimo, que permite uma visão ampla da pastoral do dízimo em sua paróquia.

O iDizimo.com é fácil de ser utilizado e não requer instalação. Além disso, caso sua paróquia tenha um programa com os dados dos dizimistas, nossa equipe de analistas fazem a tranferência dos dados para o iDizimo em no máximo 24 horas.

O iDizimo.com é recomendado por:
- Padre Jerônimo Gasques (Paróquia São José - Presidente Prudente - SP)
- Mons. José Antônio de Lima (Catedral São Sebastião - Presidente Prudente - SP)
- Editora A Partilha (www.editoraapartilha.com.br)

Venha fazer parte da família iDizimo.com, acesse: www.idizimo.com

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Caminhando com o Dízimo na Bíblia


O dizimo esta na Bíblia de Gênese ao Apocalipse. É reconhecido como o Quinto Mandamento da Nossa Igreja. Por isso, sem dúvida alguma nada melhor do que entender que o dízimo é de origem Bíblica. Só podemos compreender um dízimo que tenha seu fundamento na Palavra de Deus. Assim entendido, desfazem-se duvidas sobre essa forma de doação, ou seja, a sua contribuição.

A Bíblia está cheia de referencias sobre o dizimo, as quais devidamente interpretadas nos revelam as promessas e as bênçãos que Deus deseja aos seus filhos. Destacamos a seguir alguns textos bíblicos referentes ao dízimo: Leia mais: www.idizimo.com

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Pastoral do Dízimo

O iDizimo.com foi desenvolvido para atender diretamente as necessidades de gestão da pastoral do dízimo.

Com recursos de última geração, seus gráficos e relatórios estatísticos fornecem informações precisas dos dízimos e dizimistas, permitindo uma visão mais ampla de toda a pastoral do dízimo.

Entre em contato conosco e solicite uma simulação gratuita.

www.idizimo.com ou ligue (18)3222-6348

Presidente Prudente - SP

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Evite Erros na Celebração Litúrgica


Um livro voltado para a Celebração Litúrgica, como vivenciar o antes, durante e o depois. Por meio de respostas objetivas e esclarecedoras o autor pontua os possíveis e corriqueiros erros na celebração e como evita-los ou corrigi-los.

Direcionado especialmente para as equipes Litúrgicas e seus estudos, considerando-se as características de suas comunidades e tendo a consciência do espaço sagrado onde atuarão, ajudando a assembléia litúrgica a celebrar, de forma digna e participada, o mistério da nossa salvação.

Compre já o seu, acesse: www.editoraapartilha.com.br

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Matéria sobre o iDizimo.com publicada na Revista Paróquias


A Paróquia Santa Cruz e São Dimas, da Diocese de Piracicaba - SP, fala sobre o trabalho quem vem desenvolvendo com o iDizimo.com. Leia matéria completa, acesse: www.idizimo.com

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Manual de Redação Para o Secretariado Paroquial


Sucesso de vendas! Reeditado com as novas regras ortográficas, para que os profissionais se atualizem. O conteúdo traz: Elaborando textos com elegância.

Organizando ideias. Modelos diversos de Memorandos, ofícios, projetos, e-mails. Modo de tratamento, estilo, linguagem, gramática e muito mais.

Acesse: www.editoraapartilha.com.br ou ligue 0800 940 2255

domingo, 6 de setembro de 2009

Calendário Dízimo 2010


Sucesso absoluto em vendas. Acesse: www.editoraapartilha.com.br ou ligue: 0800 940 22 55.

Quem é generoso, progride na vida. - Pe. Jerônimo Gasques


“Não é livre aquele que não obteve domínio de si mesmo”. Pitágoras.


Muitos, quando não vivem a benção, “ficam tateando ao meio-dia, como cego que tateia na escuridão, e em seus caminhos nada será bem sucedido” (Dt 28, 29). O livro dos provérbios diz: “Quem é generoso progride na vida, quem dá de beber jamais passará sede” (Pr 11, 25).

Qual o motivo da prosperidade do profeta Daniel? O temor e a adoração ao verdadeiro Deus. “... Três vezes por dia Ele se ajoelha ali para rezar e louvar o seu Deus, e assim fazia sempre (Dn 6, 11).

Assim deve ser aquele que quer fazer uma experiência com Deus a respeito do dízimo. Existe um caminho?

Excluir a idolatria do ter em excesso e começar a pensar na possibilidade de ter o suficientemente abençoado; experimentar a Deus de uma forma diferente; começar hoje essa experiência com o dízimo; cuidar bem dos 10% de Deus e administrar bem os seus 90%. Afinal de contas, o que você tem é muito maior do que aquilo que é de Deus, você não acha? Você poderá começar a fazer a experiência aos poucos, mas não se acostumar com esse modo de proceder. Infelizmente, muitos se acostumaram a contribuir com pouco e assim
vão levando mês a mês aquela quantia.

É um sinal de alerta de que algo está errado em sua contribuição. É necessário certo domínio de sua administração econômica. Qualquer deslize é sempre muito perigoso. Domine sua economia, administre seu dízimo e será uma pessoa plenamente realizada. Observe esta história: “Jesus estava sentado diante do Tesouro do Templo e olhava a multidão que depositava moedas no Tesouro. Muitos ricos depositavam muito dinheiro.

Então chegou uma viúva pobre, e depositou duas pequenas moedas que valiam poucos centavos. Então Jesus chamou os discípulos e disse: “Eu garanto a vocês: essa viúva pobre depositou mais do que todos os outros que depositaram moedas no Tesouro. Porque todos depositaram do que estavam sobrando para eles. Mas a viúva, na sua pobreza, depositou tudo que tinha, tudo o que possuía para viver” (MC 12, 41-44). Antes de mais nada, é preciso avaliar até que ponto você interessado em mudar, preparado para a mudança.

Lembre-se: se você não mudar algumas formas de viver (paradigmas) sobre como ser dizimista e como o dízimo deve ser implantado em sua comunidade, nada terá resultado. O que é ganhar? O que é gastar? O que é economizar? O que é investir?

Se alguém lhe perguntasse como você ganha seu dinheiro, o que responderia? As pessoas se convenceriam de que é desta forma mesmo que você ganha o seu dinheiro? E se outra pessoa lhe perguntasse como você faria para ganhar mais dinheiro, o que responderia? Você irá convencer seu inquiridor? O que as pessoas conseguem fazer para ganhar mais e mais dinheiro na empresa, no comércio etc? E se aparecesse alguém querendo dificultar o seu sucesso, o que você faria? Você teria coragem de entrar em disputa com seu concorrente somente por causa do seu salário? É possível ganhar bastante dinheiro sem prejudicar o outro? Como você responderia esta pergunta? E se um dia você lesse na Bíblia a Palavra de Jesus: “Como efeito, que adianta ao homem ganhar muito dinheiro, mas perder a sua vida” (MT 16, 26). Como você ficaria diante dessa?

Haveria uma resposta diferente ou você se justificaria diante de Jesus?

É uma questão de decisão!

Extraído do livro: “Dízimo, a experiência que faltava em sua vida”.

4ª Edição – Editora Paulus. www.saojosepp.org.br

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Espiritualidade do Dízimo


Pe. Jerônimo com sua experiência e vasto conhecimento no tema, de modo objetivo e simples, o que lhe é peculiar, lança, através dessa obra, um desafio: Uma espiritualidade solidária. Cuja origem não está na piedade humana, mas na fidelidade ao criador. É chegado o tempo de uma evangelização direta e sem rodeios. E de práticas solidárias que enfrentem a indiferença e o egoísmo secular.
Saiba mais: www.editoraapartilha.com.br

NÃO SOMOS JUÍZES. JUÍZO POVO!

Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido também vós sereis medidos.

Mateus 7,2

Tenho acompanhado o caso ""Nardoni"" pela televisão, rádio, jornais, revistas, internet como centenas de milhares de brasileiros. Um festival de horror que parece não ter fim. O que mais intimida meu raciocínio sobre o bem e o mal e minha esperança no ser humano não é o caso em si, que, diga-se de passagem, é uma afronta à civilização; mas o modo com que ele desencadeou em um número significativo de pessoas da sociedade brasileira a crueldade, o rancor, o desejo em fazer justiça com as próprias mãos.

Pessoas de todos os níveis sociais, de diferentes faixas etárias por diversos motivos pessoais e ou coletivos, saíram de suas residências, algumas, há kilometros de distância para participar do grande ""circo de horrores"" armado diante do prédio do casal indiciado, defronte à casa dos familiares e da delegacia. Para os que moram em regiões mais distantes, como eu, centenas de jornalistas empunhados de dezenas de cabos, luzes e câmeras se atropelam na busca do melhor ângulo; o que na maioria das vezes é conseguir as imagens mais chocantes, humilhantes, degradantes de cada desfecho da epopéia cruenta.

Escrito por: Mis. Aristides Madureira

Leia mais: www.editoraapartilha.com.br

O DOM DO ACOLHIMENTO - Por Pe. Jerônimo Gasques

Certamente, o mundo necessita de pessoas que tenha esse dom: o acolhimento das pessoas em todas as suas situações. Acolher não é tão simples como às vezes imaginamos. Ele supõe de certo preparo e de uma vocação especial para esse atarefa.

Na Constituição cap. IV vida apostólica, do Instituto Secular Maria de Nazaré esta escrito: O nosso carisma ‘nazaretano é um carisma de serviço e, portanto, a exemplo de Jesus, seremos acolhedoras com todos sempre. No respeito ao outro, prestaremos um serviço discreto, alegre e desinteressado, sinal de atenção providencial de Deus pelo homem (nº. 32).

Esta é a missão primaria do Instituto. A missão da Tra Noi acena a sua importância nesse serviço desinteressado aos irmãos. Nada mais lindo nesse milênio que saber que existem pessoas que se dedicam ao acolhimento de forma a fazer a Igreja ser mais presente entre as pessoas.
Dom Orione alertava: Devemos ser os carregadores de Deus: grandes trabalhadores, os trabalhadores da humildade, da fé e da caridade . Certamente, ele tinha presente aquelas pessoas que por motivos diversos se sentiam solitárias diante do sofrimento humano.

Na maioria das vezes o sofrimento não é simplesmente uma questão econômica, social ou religiosa apenas. Existem aqueles sofrimentos da alma que machucam muitas pessoas e elas não sabem a quem recorrer. Sofrimento esse que faz as pessoas carregarem um fardo muito pesado.
O dom do acolhimento nos coloca na ordem de Cristo: Todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram (Mt 25,40). Acolher é descobrir, sem mesmo o saber, Jesus presente na pessoa humana; é viver a maior experiência de fé; é ser o portador da esperança em um mundo de tanta desesperança; é a condição para participar da vida do Reino.

O acolhedor vai ao acolhimento com muita singeleza. Não é necessário técnicas, estudos sofisticados. Nada disso. Mas dá um pouco de sua pobreza também. Na maioria das vezes o faz de forma tão natural que ele mesmo não se dá conta do gesto libertador e provocante de Deus.
Acolher é um caminhar em direção ao outro. Colocar se na escuta de suas lamentações; é aprender a ouvir; é colocar se a serviço; é uma vocação.

O exemplo de Maria de Nazaré. Não teve uma duvida sequer quando se levanta e atravessando as montanhas da sua Palestina se dirige à sua prima Isabel. Que gesto grandioso daquela que, sem ser convidada, sente a necessidade de sua presença naquele instante. Assim acontece o acolhimento. Não necessitamos ser convidados. Apenas estar disponíveis faz a diferença do convite.

Tra Noi revela um carisma diferente dentre os tantos conhecidos. O mundo espera por vocês como consagradas seculares para fazer presente a Igreja. Uma pessoa, uma família acolhida nunca mais será a mesma.

O gesto de acolher traz a Santíssima Trindade para dentro de cada um. Há um novo nascimento. O mundo novo nasce naqueles que se sentem acolhidos em suas necessidades. O acolhimento reconforta, renova as energias perdidas pelas dificuldades da vida.

Desejo uma palavra de estimulo por todas as irmãs que vivem esse carisma para que se esmerem nesse trabalho. Façam do acolhimento um verdadeiro gesto divino. Carreguem Deus para dentro dos lares, nas escolas, na Igreja, nas periferias abandonadas, nos hospitais, nas maternidades, nos asilos, enfim, onde há sofrimento vocês deve ser a presença de Deus que faltava.

Esperamos por vocês entre nós.

Fonte : Pe. Jeronimo Gasques www.saojosepp.org.br

A RESPEITO DA GRIPE SUINA - INFORMAÇÕES

O que se informar à comunidade em geral e a sociedade enfim...

Questão de saúde publica... Não somente essa, mas as demais moléstias de origem higiênica. As medidas emergenciais não são suficientes para resolver a pandemia. As medidas que se tomam nessas ocasiões não é a solução plausível. Deve-se entender que fazem parte da ecologia natural o advento de algumas moléstias para a purificação da raça humana; afora aquelas que são provocadas pelo próprio homem. Também serve de reflexão à ciência e aos cientistas pensando que sabem de tudo enquanto se preocupam com a célula tronco porquanto não resolvem a enfermidade de uma gripe...

A ciência não é a detentora da sabedoria; tem seus limites e nada pode fazer em função daquilo que é sabiamente instituído naturalmente, apenas amenizar a situação limitando o crescimento demográfico.

Algumas igrejas se adiantaram em dar alguns informes desnecessários. Desejando colaborar disseram: “A fim de evitar o possível contágio da gripe suína – Influenza A (H1N1), ficam suspensos os atos litúrgicos, principalmente, na celebração das Missas, como por exemplo, o abraço da paz, a comunhão na boca, água benta comunitária, segurar as mãos na oração do Pai Nosso e outros que houver que possam facilitar a transmissão desta gripe. Esta medida de prevenção contra a nova gripe deve ser comunicada aos fiéis e vigorará pelo prazo necessário até que seja debelada”.

Se a igreja cumprisse as normas da liturgia não deveria se expor ao trabalho com coisas de somenos importância e não desse relevância a movimentos religiosos alienados da realidade do povo. O maximo que a Igreja poderia fazer, nesse momento, seria a execução de um processo educativo e preventivo sobre a ecologia, higiene, saneamento básico na periferia, educação, saúde pública, política, etc. O trabalho educativo da Igreja deveria ser uma colaboração para que o povo não ficasse mais espantado que esta e, principalmente, por informações constantes da mídia e não dando a impressão de que a igreja pode ser um possível local de contaminação viral.
Muitas pessoas, empresas e repartições publicas estão apavoradas.

Algumas se utilizam de álcool, luvas; outras não se cumprimentam nem com beijinho e aperto de mão e, em certas repartições, a neurose é quase total. No Brasil morrem anualmente mais 70.000 pessoas e mais 500 mil no mundo contaminadas com a gripe “normal” e quase ninguém se preocupa com o numero avassalador. Morrem 10 milhões de sarampo e pneumonia; 2 milhões de crianças com diarréia e sem contar as vitimadas pela malária, pela fome endêmica e pobreza lancinante.

Se atrás da gripe aviária havia um “galo” e na gripe suína qual seria o grande “porco” ou cachaço?! Talvez seja essa a melhor reflexão para o momento. O que será que está por detrás de toda essa “preocupação”?

A agência nacional de vigilância sanitária informa que a gripe suína é uma doença respiratória e a transmissão ocorre de pessoa a pessoa, principalmente por meio de tosse, espirro ou de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Devido a ocorrência de casos de influenza A (H1N1) em vários países, o ministério da saúde tem divulgado muitas informações. Estão disponíveis nos aeroportos, rodoviárias, hospitais etc. sempre em lugares de grande circulação de pessoas.

Vírus influenza A H1N1 = gripe suína... As autoridades sanitárias, como sempre, tentam encontrar o culpado: Assim aconteceu com o HIV – aviaria – vaca louca e agora a suína.
Muitas informações desencontradas que podem causar pavor nas pessoas; inclusive a incessante divulgação de ocorrência de mortes e internamentos de pessoas supostamente contaminadas não contribui para a superação da crise.

Espirro, tosse e contato com secreções receptoras... Por que não se fala sobre relação sexual, beijo na boca, intimidade sexual... Interessa quando a igreja toma postura e denegrir a sua imagem. O médico Varela deveria aparecer na Televisão para contradizer suas teses de prostituição cuidada em favor de uma sexualidade desenfreada desde que se use camisinha... E se vá contra os princípios da igreja.

O vírus é contraído por via aérea... E nem se sabe a sua origem, genética... Assim nos informam, mas nada seguro e certo. Não se sabe em quem acreditar apenas ficar atemorizado como uma suposta vitima. Entretanto ele não voa e não anda solta como uma borboleta, apenas se deduz através de alguns exames e falas médicas.

Fechar escolas para evitar contagio... Universidade e outras repartições publicas ou de aglomeração de pessoas... As igrejas também? Das igrejas que fazem muitos milagres não há o que se temer!

Proteger-se com lenço a boca e nariz ao tossir e espirrar. Esse procedimento é valido para todo e qualquer tempo. Mais que tudo é uma questão de educação que todos deveriam aprender em casa e na escola.

Higienizar as mãos antes das refeições, não tocar olhos, nariz, boca. Por que somente agora se fala sobre isso? Não fazia parte da educação? Pobre dos que tem o TOC. Como ficam ouvindo tudo isso!

A gripe espanhola de 1918. Alguns afirmam que morreram de 40 a 100 milhões de pessoas contaminadas. Inicia-se nos EUA e Ásia. Era o tempo da 1ª guerra mundial (1914-1918), mas se alastra, assustadoramente, na Espanha se finca de forma avassaladora. As pessoas atingidas eram em idade de 20 aos 40 anos somente. Maioria eram jovens que serviam a guerra. Não era transmissiva por vias respiratórias... Guarda até hoje um mistério. Foram feitos muitos experimentos com prisioneiros condenados em troca da sua libertação e não se concluiu que seria pelo contágio.

A peste negra de 1347 e 1351 na Ásia Central, Mongólia, China, Cairo, Síria, Himalaia, Grandes Lagos Africanos, Portugal, França, Itália e matou mais de 75 milhões de europeus. Causadas pelas pulgas dos ratos. Nesse tempo o povo procurava explicação divina; seria um grande apocalipse, os judeus seriam os culpados? Houve roubo, saqueamento dos camponeses atacados pela peste; não havia quem sepultasse os mortos. Os capuchinhos vieram em socorro às vitimas e elegeram São Sebastião como protetor dos pestilentos.

Nesse período um jovem chamado Roque refugiou-se no bosque e um cachorro o alimentava e se tornou o padroeiro dos pestilentos. Na literatura Giovane Boccaccio escreve o livro chamado “Decamerão”. “o Decamerão marca com certa nitidez o período de transição vivido na Europa com o fim da Idade Média, após o advento da Peste Negra - aliás é neste período de terror que a narrativa se passa. Dez jovens (sete moças e três rapazes) fogem das cidades tomadas pela pandemia que dizimava impiedosamente o continente europeu ao se recolherem a uma casa de campo”.

A praga de Londres ou peste bubônica no século XVI (1665-1666) disseminada pelas pulgas de cães e ratos nos portos vitimou um quinto da população dos londrinos.

Assim aconteceu com a peste negra na idade media, a varíola, cólera, gripe e tifo, gripe Hong Kong, Russa, malaria e outras que apareceram e dizimaram milhões de seres humanos. Nesta ocasião houve quem culpasse a Igreja por afirmar que o banho era proibido pela igreja alegando pecado... e, devido, a precariedade da higiene... Tudo não passou de uma simples punição sem o mínimo de critério de justiça.

A gripe suína já aparece no México e o seu virus foi isolado em 1930. mas tudo passou e pensavam que o vírus estava morto!

Pandemia da gripe e peste bubônica: a historia da pandemia de 1918 e sua atuação no Brasil por imigrantes aportados em Santos por volta de 1890. Atuação do sanitarista Dr. Osvaldo Cruz para a erradicação da febre amarela, transmitida por mosquito. Podemos ainda falar em dengue, malaria no Brasil, África e Índia.

Empresas farmacêuticas deverão faturar bem e, devido a isso alguma preocupação em ordem psicológica causando estresse na população e o impulso em comprar medicamento, mascara, álcool e etc.

Os governos não investem em Saúde publica o suficiente para população. Quem lucra dessa pandemia são as empresas farmacêuticas, os mercenários da saúde e os escândalos das casas do senado e do congresso. “Se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?” Sugestão: não se preocupar com a pandemia.

O cuidado com a saúde deve existir diariamente e sempre pode existir um vírus passeando por ai. A preocupação com a higiene é sempre fundamental. A alimentação sadia pode ser uma grande aliada de uma boa saúde e bem estar social. Nunca sabemos ao certo como esta a nossa imunidade. Isso basta para nos consolar e não deixar os galos soltos ciscando por ai... e os porcos chafurdando-se em abundancia às custas da população deseducada devido um sistema de saúde que não atende as necessidades básicas das populações mais necessitadas.

ORAÇÃO A SÃO ROQUE
São Roque, / vos dedicastes de corpo e alma ao cuidado dos doentes, / e Deus, para provar vossa fé e confiança, / permitiu que contraísseis a doença. Mas esse mesmo Deus, / por meio de um cão,/ vos alimentou de modo milagroso / e também milagrosamente vos curou. Protegei-me contra as doenças infecciosas, / livrai-me do contágio dos bacilos, / defendei-me da poluição do ar, / da água e dos alimentos. Enquanto eu estiver saudável, / vos prometo rezar pelos doentes / e fazer o possível / para aliviar suas dores e sofrimentos. São Roque, / abençoai os médicos, / fortalecei os enfermeiros e atendentes dos hospitais, / curai os doentes, / defendei os que têm saúde / contra o contágio e a poluição. São Roque. Rogai por nós. Amém.
Fonte : Pe. Jeronimo Gasqueswww.saojosepp.org.br

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Encontro Paroquial com Mis. Aristides Madureira

O missionário Aristides Madureira, estará realizando o encontro sobre o dízimo com toda a comunidade da paróquia Nsra. da Conceição e São Justino, do Rio de Janeiro, nos dias 26 e 27 de setembro. Para obter mais informações acesse: www.paroquiaconceicaodelucas.com.br
Outras informações sobre o Mis. Aristides acesse: www.editoraapartilha.com.br

Secretariado Paroquial

A compreensão das diferenças entre se trabalhar em equipe e se trabalhar junto é um desafio a ser vencido em quase todos os setores profissionais, sejam em empresas com ou sem fins lucrativos. Para muitos profissionais trabalhar em equipe é ter um grupo de pessoas dentro de uma mesma sala.

Ledo engano. Para os profissionais do secretariado paroquial, cuja realidade de trabalho é na maioria das vezes solitária, em sua sala, o espírito de coletividade e equipe torna-se ainda mais difícil ser compreendido.

Para saber mais, acesse: www.editoraapartilha.com.br/artigos.php

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Rumo a Expo Católica 2010

As empresas Delorean Tecnologia, Editora A Partilha e Delucas Móveis, firmaram parceria para a Expo Católica 2010. Neste evento, as empresas poderão mostrar seus produtos para todos os visitantes da feira.
Delorean Tecnologia: Sistema para Controle do Dízimo - www.idizimo.com
Editora A Partilha - Uma Editora Missionária a Serviço da Evangelização - www.editoraapartilha.com.br
Delucas Móveis - Móveis exclusivos para igrejas - www.delucasmoveis.com.br

Calendário Dízimo 2010

Calendário Dízimo 2010 - Dízimo e Campanha da Fraternidade.
Sucesso absoluto de vendas, acesse: http://www.editoraapartilha.com.br/
Para saber mais informações sobre o Calendário Dízimo 2010: http://www.editoraapartilha.com.br/newsletter/Calendario-dizimo-2010.php